setembro 27, 2020

Animais de estimação podem ajudar pacientes com câncer


Segundo dados do IBGE, o Brasil tem mais animais de estimação do que crianças. O amor por gatos, cachorros, aves e até peixes já soma cerca de 140 milhões entre as famílias brasileiras. Mas você sabia que além da alegria, a companhia dos animais pode ajudar no tratamento contra o câncer?

Em entrevista ao Tarde Nacional desta sexta-feira (11), Dra. Regina Chamon, médica hematologista do serviço de Medicina Integrativa do Centro Paulista de Oncologia, explicou que a convivência com animais é positiva porque diminui a sensação de dor nos pacientes.

“Os animais são uma excelente companhia e dão suporte psicológico para o paciente. O contato com animais ativa uma parte do sistema nervoso, responsável pelo relaxamento, que diminui comorbidades que atrapalham o contexto geral do tratamento, como a sensação de dor, angústia e ansiedade. Então além da questão emocional, tem uma alteração fisiológica” explicou.

Mas apesar de tanta fofura, todo o cuidado é pouco! Como pacientes com câncer tem a imunidade mais baixa, é importante analisar com o médico se é seguro adotar um novo membro para a família.

“A gente não recomenda que um novo animal entre na casa no começo do tratamento porque a gente não sabe o comportamento ou o risco do animal vir com alguma doença. Então a gente recomenda que espere o término da quimioterapia. Mas pra quem já tinha um animal antes do tratamento, não tem problema, traz uma série de benefícios” ressaltou.

Os animais de estimação podem ser grandes aliados na luta contra o câncer. Mas a família também precisa cuidar da saúde dos pets: levar ao veterinário regularmente, vermifugar e manter o animal em ambiente limpo diminui as chances do animalzinho levar outras doenças para o paciente. 

*Com informações da Rádio Nacional em Brasília/EBC

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *