novembro 30, 2020

Anvisa suspende estudos clínicos com a Coronavac


A Anvisa suspendeu os estudos clínicos com a vacina Coronavac no Brasil devido a um evento adverso grave. 

Esse evento adverso, que ocorreu no final do mês passado, no dia 29, oficialmente e pode ser desde a internação ou até a morte de um voluntário. Isso quer dizer que nenhum novo voluntário poderá ser vacinado e a Anvisa vai, agora, analisar os dados que tem e decidir sobre o risco ou o benefício da continuidade dos estudos.

Esse tipo de interrupção, segundo a própria Anvisa, é parte dos procedimentos de Boas Práticas Clínicas para estudos desenvolvidos no Brasil.

Sobre outra vacina, dessa vez a da Pfizer, nessa segunda-feira (9) veio a informação divulgada pelo próprio laboratório de que ela seria 90% eficaz, a Anvisa disse que apesar das notícias promissoras não existem, até o momento, dados submetidos para a avaliação da eficácia e da segurança destes produtos.

Justamente por isso, não é possível antecipar posições sobre o assunto.  Nessa segunda-feira, o presidente Jair Bolsonaro afirmou que o governo vai comprar e disponibilizar qualquer vacina contra a covid-19 que passar pelo aval do Ministério da Saúde e for certificada pela Anvisa. Mas, ele voltou a dizer que a imunização não vai ser obrigatória.

Então, vamos lá, fazendo aí um balanço dessa questão de vacina aqui no Brasil. São quatro vacinas que estão na fase 3 de pesquisa. É a de Oxford, a Coronavac, a da Pfizer e a da Janssen-Cilag, que é da Johnson & Johnson. A Anvisa reforçou que nenhuma delas tem resultados conclusivos ainda.

*Com informações da Rádio Nacional em Brasília/EBC

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *