setembro 27, 2020

Brasil não pode perder o bonde da tecnologia 5G, diz Mourão


O vice-presidente da República, Hamilton Mourão, afirmou, nesta terça-feira (08), que o Brasil não pode perder o bonde da tecnologia 5G, o que representaria, segundo ele, um atraso para toda a sociedade. Presente em um evento promovido pelas empresas de telecomunicações, o vice-presidente afirmou que governo prepara os parâmetros técnicos para o leilão da tecnologia 5G no prazo mais curto possível.

Mourão destacou que a licitação para o leilão está sendo preparada pelos Ministérios da Ciência e Tecnologia; das Comunicações; pela Anatel, a agência reguladora do setor, e pelo Gabinete de Segurança Institucional, o GSI. Em uma entrevista realizada em julho, o ministro das Comunicações, Fábio Faria, calculou que só em 2021 seria possível realizar o leilão para a tecnologia 5G.

O executivo da Qualcomm, empresa de tecnologia dos Estados Unidos, Cristiano Amom, destacou que o 5G vai revolucionar toda a economia. O CEO da Qualcomm, uma das maiores empresas do setor, ressaltou ainda que, com uma maior velocidade de conexão, será possível comercializar novos produtos, como o óculos digital.

A tecnologia 5G é considerada a próxima geração da rede de internet móvel, que deve substituir a atual 4G, com uma maior velocidade e estabilidade nas conexões. O 5G pode tornar tudo conectado, como celulares, carros, geladeiras, entre outros eletrônicos.

A disputa pelo controle da produção da nova tecnologia coloca a China e os Estados Unidos em conflito. Atualmente, o 5G é desenvolvido por poucas empresas. Entre elas, a chinesa Huawei, a quem o presidente Donald Trump acusa de espionagem e de ser um risco para a segurança dos dados dos usuários. A companhia chinesa nega.

*Com informações da Rádio Nacional em Brasília/EBC

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *