janeiro 23, 2022

CNJ promove evento de 15 anos da Lei Maria da Penha


Na abertura da Décima Quinta Jornada Lei Maria da Penha , a conselheira do Conselho Nacional de Justiça, Tânia Regina Reckziegel, lembrou as  ferramentas criadas pelo Judiciário para o combate à violência contra mulher. Ela destacou a campanha Sinal Vermelho, que surgiu durante a pandemia para auxiliar vítimas a pedirem  ajuda, por meio de um X vermelho na palma da mão.

Já a atriz Luiza Brunet, que representa a Sociedade Civil e o Observatório dos Direitos Humanos do Poder Judiciário,  reafirmou a importância da Lei Maria da Penha. Para ela, a mobilização da sociedade precisa avançar.

A deputada federal Tereza Nelma, procuradora da Mulher da Câmara dos Deputados, lembrou a necessidade de aprimorar os atendimentos na base às mulheres vítimas de violência.

O presidente do Superior Tribunal de Justiça, Humberto Martins, também participou da abertura do evento. A Jornada Lei Maria da Penha acontece todos os anos, desde 2007, para celebrar a sanção da lei que criou mecanismos para combater a violência contra a mulher no Brasil.

Fonte: Rádio Nacional de Brasília

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *