outubro 25, 2020

Compra de vacina chinesa pela União deve ser definida até dia 21


O governador de São Paulo, João Doria, espera que até o dia 21 de outubro o Ministério da Saúde decida pela compra da Coronavac, vacina desenvolvida pelo laboratório chinês Sinovac, que está sendo testada no Brasil em parceria com o instituto Butantan.

No próximo dia 21 está marcada uma reunião do governador com o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello. Nessa quinta-feira, o secretário de Saúde do estado, Jean Gorinschteyn, e o diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, se reuniram em Brasília com representantes do Ministério da Saúde para discutir o repasse de recursos para o instituto.

A expectativa é de um investimento de R$ 92 milhões. Mas a reunião terminou sem acordo. Segundo o secretário-executivo do Ministério da Saúde, Élcio Franco, é grande a chance de compra da vacina, mas não dá para comprar o que não existe.

A previsão é de que, antes da próxima rodada de negociações, daqui a 12 dias, já tenha terminado a última fase de testes da vacina. João Doria disse que, se o Ministério da Saúde não comprar o medicamento, a vacinação vai ser garantida para a população paulista.

Doria acrescentou que governadores e parlamentares de outros estados têm mantido contato o governo paulista para negociar o acesso à vacina sem a mediação do Ministério da Saúde.

*Com informações da Rádio Nacional em São Paulo/EBC

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *