abril 15, 2021

Covid-19: ocupação de UTIs atinge pior nível desde início da pandemia


A ocupação das unidades de terapia intensiva destinadas a pacientes infectados com o coronavírus no país chegou ao pior nível desde o início da pandemia, alerta o Boletim Observatório Covid-19, divulgado nessa sexta-feira (26).

A proporção de leitos ocupados passou de 80% em 12 estados e no Distrito Federal, e 17 das 27 capitais do país também estão com percentual nesse patamar, chamado pelos pesquisadores de “zona de alerta crítica”.

Os estados do Amazonas, Ceará, Paraná, Rondônia e Santa Catarina têm percentual de leitos ocupados acima dos 90%.

O boletim destaca que o país está em um patamar de intensa transmissão da covid-19, sem que nenhum estado apresente tendência de queda nas incidências de casos e óbitos.

Em relação a mortalidade, 26 unidades da Federação apresentam manutenção de um patamar elevado, segundo o relatório, consequência de exposições ocorridas no final do ano e em janeiro, com a ocorrência de festas, festivais clandestinos e intensificação de viagens.

Desde 17 de janeiro, o país registra uma média móvel de mais de mil mortes por dia, o que, segundo o Observatório, sobrecarrega profissionais e sistemas de saúde e impacta a qualidade dos serviços e a saúde mental e física dos trabalhadores.

O relatório do Observatório Covid-19 da Fiocruz afirma que a gravidade do cenário não pode ser naturalizada e nem tratada como um novo normal. E que é urgente combinar medidas amplas, envolvendo todos os setores da sociedade e integradas por diferentes níveis de governo.

*Fonte: Rádio Nacional RJ – Foto: Agência Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *