novembro 24, 2020

Decreto com restrições de isolamento é prorrogado no Amazonas


Após o aumento de registros da Covid-19 no Amazonas, o governo do estado decidiu prorrogar, por 30 dias, o decreto que restringe, no âmbito estadual, o acesso às áreas de praias para recreação e o funcionamento de balneários, flutuantes e de bares.

A gestão estadual também apresentou plano para ampliação da rede de saúde. As medidas foram decididas nesta terça-feira (27) pelo Comitê de Enfrentamento da Covid-19 do Amazonas, que considerou dados da Fundação de Vigilância em Saúde.

A média móvel de casos de coronavírus no estado subiu 23% nos últimos 14 dias. Em Manaus, a alta foi de 55%. Já a taxa de ocupação de leitos clínicos destinados à Covid-19 na rede estadual cresceu 51% em duas semanas. A média móvel de mortes pela doença no estado subiu 36% nesse mesmo período. O governador do Amazonas, Wilson Lima, descartou a necessidade lockdown, mas anunciou o aumento do número de leitos na rede hospitalar.

Entre os motivos para o crescimento de casos da Covid-19 no Amazonas, Wilson Lima destacou a realização de eventos relacionados às eleições municipais. O governo estadual também anunciou a chegada de 60 respiradores enviados pelo Ministério da Saúde, além de monitores e medicamentos doados por outros estados, e a contratação temporária de mais 85 técnicos de enfermagem para reforçar a assistência à população.

Outra estratégia adotada pelo governo é a realização de cirurgias ortopédicas no período noturno para desospitalizar pacientes internados por causas externas e aumentar o número de leitos de retaguarda para Covid-19. De acordo com o último boletim epidemiológico, o estado do Amazonas já contabiliza mais de 157.600 casos de coronavírus no estado. 4.460 pessoas morreram por causa da doença.

*Com informações da Rádio Nacional em Brasilia/EBC

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *