outubro 31, 2020

Justiça determina que Netflix e Porta dos Fundos retirem do ar especial de Natal com Jesus gay


A justiça do Rio concedeu liminar que retira do ar o especial de Natal do ano passado, do humorístico Porta dos Fundos. A decisão é do desembargador Benedicto Abicair, da 6ª Câmara Cível, e  atende a pedido em Ação Civil Pública, ajuizada pela Associação Centro Dom Bosco de Fé e Cultura.// O pedido tinha sido  negado em primeira instância.

A associação alegou que o filme despreza, ridiculariza e avilta as crenças e os valores mais caros aos católicos e aos cristãos de todo o mundo, a pretexto de uma  liberdade  de  expressão e artística. O especial de Natal do humorístico, intitulado “A Primeira Tentação de Cristo”, retrata Jesus como homossexual.

O magistrado considerou mais adequado e benéfico, não só para a comunidade cristã, mas para a sociedade brasileira, segundo ele, majoritariamente cristã, recorrer à cautela e suspender a exibição, até que se julgue o mérito do caso.

A decisão determina suspensão, imediata, pela Netflix, da exibição do filme, assim como trailers, making of, propagandas, ou qualquer alusão publicitária à peça. E ainda proíbe que o Porta dos Fundos autorize sua exibição ou divulgação por qualquer outro meio sob pena de multa de R$ 150 mil por dia de exibição do filme ou produções acessórias.

Na véspera do Natal do ano passado, segundo a polícia, cinco homens lançaram bombas caseiras contra a sede da produtora, na zona sul do Rio. Um dos suspeitos de envolvimento no ataque, Eduardo Cerquise, viajou para Rússia dias após o ataque criminoso. 

Sua prisão temporária foi decretada e ele é considerado foragido da Justiça brasileira. O Porta dos Fundos foi procurado para comentar a decisão que suspende a veiculação do filme e informou que não foi notificado. A reportagem não conseguiu contato com a Netflix.

*Com informações da Rádio Nacional no Rio de Janeiro/EBC

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *