setembro 27, 2020

MPF quer que pastor Valdemiro Santiago pague indenização por anúncio de falsa cura da Covid-19

FEIJÃO MILAGROSO – Ação judicial exige que Ministério da Saúde republique alerta de fake news sobre o caso. Segundo procurador, líder da Igreja Mundial do Poder de Deus usa influência religiosa para obter vantagem pessoal.

O Ministério Público Federal (MPF) ajuizou uma ação civil pública para que o pastor evangélico Valdemiro Santiago e a Igreja Mundial do Poder de Deus paguem pelo menos R$ 300 mil de indenização por danos sociais e morais coletivos.

Líder da Igreja Mundial do Poder de Deus (IMPD), ele apareceu em vídeo divulgado na internet anunciando sementes de feijão com supostos poderes de curar a Covid-19. Nas imagens, ele chega a citar o caso de um fiel cuja recuperação plena da doença usando os feijões estaria comprovada por um atestado médico.

Por meio de nota, a Igreja Mundial do Poder de Deus disse que “a campanha sê tu uma benção’, representada pela semente do feijão, não se refere a venda de uma ‘promessa de cura’, mas sim o início de um propósito com Deus”.

Segundo a instituição, “a semente é uma figura de linguagem, amplamente mencionada nos textos bíblicos, para materializar o propósito com Deus” e que não há nenhum oferta de venda de cura por parte do pastor Valdemiro Santiago.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *