novembro 29, 2021

Museu Nacional de Belas Artes celebra 84 anos com programação on-line


Referência no roteiro cultural do centro do Rio de Janeiro, o Museu Nacional de Belas Artes, na Cinelândia, completa 84 anos nesta quarta-feira (13). As comemorações são todas virtuais por causa da pandemia da covid-19.

Em vídeos publicados nas redes sociais da instituição, profissionais que compõem o universo da arte e da cultura, e a diretora do museu, Mônica Xexéo, falam sobre a história, o acervo e a importância do Museu de Belas Artes para a cultura brasileira.

Também por causa da pandemia, o museu está fechado à visitação pública desde março do ano passado. As visitas são virtuais, e um dos destaques é o projeto Arte em Diálogo na Quarentena, no qual artistas contemporâneos e a sociedade têm uma interação afetiva e reflexiva.

O cineasta e membro do conselho do museu, Luiz Carlos Lacerda diz, com orgulho, que leva os alunos dele de cinema ao local para trabalharem a partir das imagens dos quadros em exposição e criarem histórias com personagens secundários.

O acervo, que hoje tem mais de cem mil itens entre pinturas, esculturas, gravuras, desenhos, livros raros e documentos históricos, teve origem no conjunto de obras de arte trazido por D. João VI de Portugal em 1808. Alguns anos mais tarde, foi ampliado com a coleção reunida por Joachin Lebreton, que chefiou a chamada Missão Artística Francesa, formando a mais importante pinacoteca do país.

Em vídeo gravado em Paris, o adido cultural da França no Rio, Pierre Roman, desejou vida longa ao museu. O prédio, de arquitetura eclética, foi projetado em 1908 pelo arquiteto Adolfo Morales de los Rios, para sediar a Escola Nacional de Belas Artes, transferida para a Ilha do Fundão em 1976.

O Museu Nacional de Belas Artes foi criado oficialmente em 1937, por decreto do então presidente da República, Getúlio Vargas.O espaço passa por obras de modernização e requalificação, que devem ser concluídas no ano que vem. O orçamento de R$ 25 milhões será pago com recursos do Fundo de Direitos Difusos do Ministério da Justiça.

*Com informações da Rádio Nacional/RJ – Foto: Agência Brasil

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *