abril 2, 2020

Veja como se proteger da clonagem de WhatsApp

Atenção: não passe seu código de confirmação (aquele número que vem por SMS quando você instala o aplicativo) do WhatsApp para ninguém. Em vários crimes, golpistas têm clonado o WhatsApp de usuários e se passam pelo dono da conta para pedir que conhecidos da vítima façam uma transferência bancária emergencial.

Em 2019, o laboratório de segurança digital da empresa PSafe registrou 413.240 tentativas de clonagem do WhatsApp no Brasil, média de 47 por hora.  De acordo com a empresa PSafe, o golpe funciona assim: o hacker tenta entrar no WhatsApp com o número do alvo escolhido.

Neste momento, um código de liberação é enviado pelo aplicativo para o celular da vítima. Tudo que o criminoso precisa fazer é dar um jeito de enganar a pessoa para que ela lhe diga o código.

Como exemplo, os golpistas telefonam para pessoas que anunciam produtos ou veículos em sites de comércio eletrônico e se passam por funcionários dos portais de negócios digitais. O objetivo é solicitar o código que foi enviado por SMS.

Ao digitar o código de liberação, o criminoso passa a ter acesso ao WhatsApp e à lista de contatos do alvo clonado, mas não às mensagens trocadas antes da clonagem, essas ficam armazenadas no celular clonado. 

O dono real do aparelho perde o acesso à conta. Os bandidos então passam a abordar amigos da lista de contato do dono do celular, pedindo auxílio financeiro para resolver problemas supostamente graves.

O WhatsApp recomenda a ativação da verificação em duas etapas. Se a conta foi roubada, é preciso entrar de novo no WhatsApp e inserir o novo código de segurança recebido pelo SMS. 

A pessoa que estiver usando a conta indevidamente será desconectada. Porém, se o WhatsApp pedir o PIN (senha criada ao ativar a confirmação em duas etapas), então é possível que o golpista tenha ativado a medida de segurança.

É preciso aguardar sete dias para poder acessar a conta sem o código. Não passe seu código de confirmação, recebido por SMS quando se instala o WhatsApp, por exemplo, para ninguém.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *