fevereiro 24, 2020

Witzel diz que não sabe quando problema da água no RJ será solucionado


Depois de estimar que o problema no abastecimento de água da região metropolitana seria resolvido em uma semana, o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, disse nesta quinta-feira não saber mais quando a situação será solucionada.

“Eu não sou químico, vou perguntar para eles. Foi um químico [que deu o prazo anterior], eu só reproduzi o que ele falou”. O governador deu a declaração durante coletiva de imprensa do lançamento do programa Comunidade Cidade, no Palácio Guanabara, na zona sul do Rio.

Desde o início do mês, diversos bairros da capital e da baixada fluminense passou a receber água turva, com cheiro e sabor fortes. Testes da companhia atribuíram as alterações à alga geosmina. Witzel disse ainda que se reuniu com procuradores do Ministério Público do Estado para que avaliassem um ajuste indenizatório pelo desconforto da população.

“O que eu menos quero é que a população fique desconfortável. Me reuni com o Ministério Público esta semana para evitar ajuizamento de ação. Eu fui juiz federal e sei que a gente pode contribuir. Chamei os promotores e pedi a eles que fizéssemos um ajuste numa possível indenização pelo desconforto. Está no Código de Defesa do Consumidor. Agora, eu não posso fazer isso de forma atabalhoada, porque existem parâmetros que impactam na gestão da companhia”.

O governador ainda afirmou durante a coletiva, que não pretende demitir o presidente da companhia, Hélio Cabral Moreira. Segundo Witzel, o diretor iniciou o processo de organização da empresa para torná-la atrativa ao leilão, que deve ocorrer em outubro deste ano. Ele afirmou ainda que o Conselho de Administração da empresa tem avaliado de forma positiva todas as ações realizadas por Moreira.

*Com informações da Rádio Nacional no Rio de Janeiro/EBC

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *