julho 1, 2022

A Páscoa que muitos não conhecem ou não querem conhecer

RUY MATOS

Nos últimos dias, meditei sobre a  ` Páscoa “ de ovos de chocolate, uma tradição pagã incorporada às comemorações da “ Semana Santa `´ em diversas partes do nosso planeta. A Bíblia Sagrada nos ensina sobre as duas Páscoas presentes no Velho e Novo Testamentos. Em outras palavras, a páscoa dos judeus e a páscoa dos seguidores de Jesus Cristo (a nova aliança).

A décima praga contra os egípcios foi a mais assustadora e terrível: a morte de cada primogênito egípcio (humano e animal). Para escapar do anjo da morte, os judeus sacrificaram um cabrito ou cordeiro (sem defeitos) e passaram o sangue do animal sacrificado nos umbrais das portas dos lares israelitas.

Quando o anjo da morte passou (daí a palavra páscoa significar passar por ou passar sobre) por cada lar de israelitas houve a proteção divina por conta do sangue do cordeiro. A primeira páscoa deve ser celebrada pelos judeus descendentes dos israelitas escravizados pelos egípcios durante 430 anos. Infelizmente, muitos seguidores de Jesus Cristo, nos dias de hoje, desconhecem tal realidade bíblica.

Antes de ser preso, Jesus, nosso cordeiro pascoal, celebrou a `´ Ceia do Senhor `´ que, em outras palavras, significa a vitória de Jesus Cristo, sobre a morte na cruz do Calvário. Jesus Cristo é o nosso cordeiro sem defeitos (pecados), que morreu em nosso lugar, sendo o único e suficiente sacrifício para que possamos, pela fé nele, ser salvos e, futuramente, a vida eterna com o nosso amado Mestre nas mansões celestiais.

Como diriam os mais novos, o simpático coelhinho, entrou, de gaiato, nos festejos da Páscoa, tirando a atenção de muitos que trocaram o cordeiro pelo coelhinho. O mundo é especialista em introduzir práticas pagãs em eventos religiosos dos seguidores de Jesus Cristo. 

O mundo jaz no maligno e não podemos fazer com que todos entendam o verdadeiro sentido da Páscoa. Contudo, resta-nos uma lição muito importante: quando muitos pais cristãos não falam sobre o cordeiro de Deus (Jesus Cristo), os filhos ouvirão, em diversos lugares, sobre o “ coelhinho da Páscoa.“

Os lares cristãos, são bombardeados, diariamente, por um mundanismo cruel e contrário aos valores morais propugnados por Jesus Cristo. É uma batalha espiritual que muitos discípulos de Jesus Cristo não conseguem entender.

No mais, mesmo gostando de chocolate, não curto a tal tradição dos ovos de chocolate da “Semana da Páscoa. `´ Afinal de contas, não troco o cordeiro pelo simpático coelhinho. No mais, tenho dito!

RUY MATOS: ministro do Evangelho de Jesus Cristo, capelão e professor de Capelania. Bacharel em Teologia e presidente da Rádio Evangélica Betel via web.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.