julho 2, 2022

Confirmados dois casos de raiva humana em Bertópolis (Minas Gerais)


Dois casos de raiva humana foram confirmados pela Secretaria de Saúde de Minas Gerais, nesta quarta-feira. São dois indígenas, moradores de um bairro rural do município de Bertópolis, cerca de 640 km de Belo Horizonte.

A primeira suspeita surgiu quando um menino de 12 anos morreu com os sintomas da doença, no dia 4 de abril. No dia seguinte, a Secretaria de Saúde foi notificada de outro caso pelo hospital: uma menina com a mesma idade que estava internada também com sintomas da doença.

A paciente teve piora clínica e está internada, em estado grave, em uma Unidade de Terapia Intensiva. Ela está recebendo o protocolo de tratamento de raiva humana do Ministério da Saúde, criado em 2011.

Os dois adolescentes foram mordidos por morcegos. A transmissão se dá por animais que estejam infectados com o vírus, por meio de mordida, lambida ou arranhão. As chances de sobrevivência de pessoas contaminadas são muito baixas. Segundo dados do Ministério da Saúde, a letalidade pela doença chega a quase 100%.

A Secretaria de Saúde de Minas Gerais está fazendo uma mobilização para vacinar os moradores do bairro rural de Bertópolis contra a raiva, onde as crianças contraíram a doença. Cães e gatos também devem receber o imunizante antirrábico, porque podem transmitir a doença.

A pasta informou, ainda, que um terceiro caso está em análise. Trata-se de uma criança de 5 anos, que faleceu sem sintomas da doença, mas era residente da mesma área onde surgiram os casos positivos. O último caso de morte por raiva humana em Minas Gerais foi registrado em 2012, na cidade de Rio Casca.

*Fonte – Radio Nacional DF 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.