Poderia ter sido uma goleada histórica!

 Ruy Matos

Mesmo sem um futebol de altíssima qualidade, o Bahia teve méritos para vencer o Vasco da Gama, na noite de ontem, 26, na Fonte Nova, diante de cerca de quarenta mil torcedores.

O time baiano, em excelente fase técnica, poderia ter aplicado uma goleada histórica tendo em vista os gols perdidos por Cauly, Thaciano e Gilberto (em termos de primeiro tempo).

Na segunda etapa, mesmo com um Vasco da Gama jogando melhor, o ” tricolor de aço” voltou a perder gols em lances com Óscar (três vezes) e Biel.

A expulsão do vascaíno David foi justa e a imprensa, fora da Bahia, atribui a derrota do time carioca por conta de tal fato, obviamente, sem reconhecer os méritos do time baiano ao longo da partida.

Caso tivesse tido, mais sorte ou competência, o Bahia poderia ter terminado o primeiro tempo ganhando por. 4 a 1.

Com poucas falhas defensivas, o time de Rogério Ceni está praticando um futebol bastante agradável e ofensivo, fazendo gols em todas as doze rodadas e 100% de aproveitamento em seis jogos na Fonte Nova.

Muita água ainda para rolar embaixo da ponte. O time baiano está motivado e sonhando alto. Afinal de contas, o clube soteropolitano, segundo seu slogan, ” nasceu para vencer.” No mais, tenho dito!

Ruy Matos: editor e presidente do ” A Folha de Nordestina. ” Jornalista profissional e colunista do ” O Brasil Digital.”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *